Sejam bem vindos, deixem uma opinião...VOLTEM SEMPRE!

Pesquisar neste blogue

Os nossos olhos são o espelho da nossa alma, não mentem, reproduzem sempre os pormenores mais íntimos dos nossos sentimentos. O Espelho da Alma é um espaço onde se pretende reproduzir em poesia um manifesto desses sentimentos do autor. Tu! Que aqui passaste, considera-te bem vindo e volta sempre.

sábado, 17 de abril de 2010

O Espelho da Alma

             O Espelho da Alma

A estrofe que lanço nem sei se é verso
É mais um canto, quiçá seja um sorriso
Ecos do coração num toque que desfiro
Espelho da alma em que aqui me disperso.


Lamentos que do destino faço, se adverso,
No sangue que verto, de mim mesmo o tiro,
Fábulas de criança, sonhos em que deliro
E em que desde criança me sinto imerso.


Tempos de juventude...Oh! Que saudade
Dessa adolescência,dessa doce mocidade
Cheia de ilusões, esperanças coloridas.


Depois as decepções, os ais, os desenganos
Que foram demonstrando durante estes anos

Desejar convicto querer perseguir outras vidas.

                              Luiz                     

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo