Sejam bem vindos, deixem uma opinião...VOLTEM SEMPRE!

Pesquisar neste blogue

Os nossos olhos são o espelho da nossa alma, não mentem, reproduzem sempre os pormenores mais íntimos dos nossos sentimentos. O Espelho da Alma é um espaço onde se pretende reproduzir em poesia um manifesto desses sentimentos do autor. Tu! Que aqui passaste, considera-te bem vindo e volta sempre.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Horro...gráfico


Oh Camões! Homero desta Lusíada nação
Como escutarás agora os teus versos,
E tudo o que neles enaltecestes?
Nega o aplauso a quem apregoar estes,
Rejeita o ortográfico acordo a esses perversos
Fá-lo, para suscitares a sua atenção,
A eles, que aspiram ao louvor que não quisestes.
Refuta, censura, não renegues teu coração,
Tu, que em vida escândalos vivestes,
Imortaliza agora essa censura que escreverdes.
Fazendo ver a esses empobrecidos ascetas
Que enquanto a vossa língua tiverdes,
Onde quer que Vaz Luiz, direis e com razão
Que tudo em si, neste acordo, são tretas.


Luiz

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo