Sejam bem vindos, deixem uma opinião...VOLTEM SEMPRE!

Pesquisar neste blogue

Os nossos olhos são o espelho da nossa alma, não mentem, reproduzem sempre os pormenores mais íntimos dos nossos sentimentos. O Espelho da Alma é um espaço onde se pretende reproduzir em poesia um manifesto desses sentimentos do autor. Tu! Que aqui passaste, considera-te bem vindo e volta sempre.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Níver - Dia de Amor

















Níver - Dia de Amor



Desvelos vários que horizontes me invocaram,
Na rasgada profecia, que harmoniza estes meus versos.
E que na forma de poéticos segredos dispersos
Vai ciciando as odes, que meus desejos formaram.

Já pelo acto venturoso, que neste dia se invoca,
De meus braços receberás, tu - teu prémio de ouro,
O beijo ardente, para o qual teu níver me convoca,
Do mais vivo amor, que te lanço imorredouro.

E neste remanso etéreo de carícias, enlaçados,
Sentar-nos-e-mos ambos, de mãos dadas e aos beijos,
Esculpindo juntos tempos por Deus abençoados.

Nestes amores ternos , que a meus olhos são lançados,
Os tais que, teu carinho e paixão tornam desejos,
Me darão este amor cálido, adoçado em teus afagos.


Luiz

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo