Sejam bem vindos, deixem uma opinião...VOLTEM SEMPRE!

Pesquisar neste blogue

Os nossos olhos são o espelho da nossa alma, não mentem, reproduzem sempre os pormenores mais íntimos dos nossos sentimentos. O Espelho da Alma é um espaço onde se pretende reproduzir em poesia um manifesto desses sentimentos do autor. Tu! Que aqui passaste, considera-te bem vindo e volta sempre.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

"MOTE"

De que me vale enfim este só querer-te

Ou mesmo em meus sonhos idolatrar-te.

Embaciado olhar na angústia de ao perder-te

Sugir outrém e para sempre tomar-te.



"PROSA"


O Meu no teu Olhar



O brilho reluzente nos teus olhos formosa dama,

Cintilando como estrelas, laivados de candura

E enquando no olhar se vislumbra sentida jura

Ainda mais no que não revela seduz quem ama.



Como eu diria que por demais idolatrar-te...

Também eu enfeitiçado fiquei e por querer-te

Triste fiquei, no sofrido receio de perder-te

E vir outrém (que dolo constante) e lograr-te.



No sonho de teus beijos inflamo meus sentidos,

Neles me perco e na memória de teus traços

Divago o pensamento na ambição desses regaços.



Também meus olhos brilham, seguindo teus passos.

Lacrimejam tristes, humedecendo os meus gemidos,

Nesses momentos em que já os veem por perdidos.


setteroespelhodaalma@blogspot.com

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo