Sejam bem vindos, deixem uma opinião...VOLTEM SEMPRE!

Pesquisar neste blogue

Os nossos olhos são o espelho da nossa alma, não mentem, reproduzem sempre os pormenores mais íntimos dos nossos sentimentos. O Espelho da Alma é um espaço onde se pretende reproduzir em poesia um manifesto desses sentimentos do autor. Tu! Que aqui passaste, considera-te bem vindo e volta sempre.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Photobucket

. Oh! Amor


Escuto sempre que o amor espalha dissabores.
Em louca paixão, ele abrasa o pensamento,
Ainda assim, escuto, em sussuro o lamento,
De quem pensa, haver no mundo tais amores.


Ao amor tambem o pintam, descorado, os pintores,
Sempre menino, nú, sózinho e sem alento,
Digo eu, que mais nú ainda, de sentimento,
É todo aquele, que , no amor, pinta tais cores.


Oh amor! Que em mim és espírito invisível,
Em meu coração e de calor enches meu peito,
E que nele libertas um carinho que perdura.


Oh amor! Consegues dentro do peito o impossível,
Sempre buscas obter, nele, num êxtase, esse efeito,
Tornar-nos, nós dois...um, abraçados na ternura.


Luiz

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo